Como economizar na conta de energia elétrica no condomínio?

O Brasil está enfrentando a pior estiagem nos últimos 91 anos e isso traz diversos impactos, tanto ambientais quanto econômicos. Do ponto de vista dos consumidores, um impacto direto e de curtíssimo prazo é sentido nas contas de energia elétrica que têm sofrido diversos reajustes ao longo deste ano.

Por isso, no post de hoje vamos entender mais sobre a criação da Bandeira Escassez Hídrica e ver dicas para economizar na conta de energia elétrica no seu condomínio. Vamos lá?

Bandeira Escassez Hídrica: como funciona esta nova bandeira tarifária?

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou no final de agosto a criação de uma nova bandeira tarifária, a Bandeira Escassez Hídrica. Mas como funciona esta nova bandeira tarifária?

De acordo com a CNN, antes da mudança, o sistema envolvia apenas quatro bandeiras:

  • Verde;
  • Amarela;
  • Vermelha patamar 1;
  • Vermelha patamar 2.

 

A nova, no caso, a quinta chama-se Bandeira Escassez Hídrica. Como ela funcionar? Essa bandeira representa uma cobrança de R$ 14,20 a mais para cada 100 quilowatt-hora consumidos. Com a bandeira vermelha patamar 2, a mais cara até então, o consumidor pagaria R$ 69,49 por 100kWh consumidos, por exemplo. Agora ele pagará R$ 74,20 kWh.

Em princípio, esta bandeira estará em vigor entre setembro de 2021 e abril de 2022.

Dicas para economizar na conta de energia elétrica no condomínio

Seja para ter menos impactos com a implementação desta nova tarifa ou para criar uma cultura mais perpétua de economia, separamos aqui algumas dicas para economizar na conta de energia elétrica do condomínio.

Elevadores: um dos grandes vilões da conta de energia do condomínio

Ter comando inteligente, programação nos elevadores ou diminuir o número de abertura dos portões de veículos durante períodos específicos (por exemplo, durante a vigência das bandeiras mais caras) por meio da utilização de sistemas inteligentes e controlados também geram economia.

Condomínio com piscina

Quando se trata das piscinas nos condomínios, é normal que deixem as bombas elétricas ligadas 24 horas por dia, não é mesmo?! Mas uma forma de economizar e sem trazer impactos para a qualidade da água da piscina é adaptar, por exemplo, para apenas oito horas por dia.

Utilize lâmpadas de LED e sensores de presença

O Instituto de Longevidade Mag explica que uma coisa importante a se fazer nos condomínios e que vai trazer excelentes impactos para a conta de energia elétrica é a substituição das lâmpadas comuns por lâmpadas de LED. Embora sejam mais caras, elas proporcionam uma economia muito superior, que pode chegar a 60%. Isso sem falar na durabilidade.

Além disso, instalar sensores de movimento nas áreas comuns, como garagem, corredores e escadas, também traz diversos benefícios. Por quê? Porque as lâmpadas só acenderão quando houver circulação de pessoas, evitando que permaneçam acesas por horas seguidas

Gostou de saber mais sobre como economizar na conta da energia elétrica no condomínio? Para continuar conhecendo as novidades para quem cuida, vive ou trabalha em condomínios, acompanhe sempre o nosso blog e também nossas redes sociais, estamos no Instagram, no Facebook e LinkedIn